Estou passando nesse momento, para lembra-lo de que não é desse mundo. Você é o elo entre dois mundos, o material e o imaterial. Ambas dimensões se interpenetram, continuamente. Não se esqueça disso.
A sua presença aqui, indica claramente que deve haver um motivo para essa existência: você já parou para se perguntar por que está aqui? Talvez sim, mas acredito que rapidamente se distraiu com os afazeres materiais e voltou ao automatismo.
Você é um espírito que habita temporariamente o corpo que está usando. Ele foi emprestado à você para a sua manifestação na terra: você possui uma missão para cumprir através dele.
 Muito provavelmente, você se esqueceu de tudo isso e não consegue se lembrar do que veio fazer aqui. Tudo bem, não precisa se culpar, isso faz parte da experiência física. Como disse acima, você é o elo entre esses dois mundos e isso significa que existe uma forte conexão entre ambos. É necessário se re-conectar para restabelecer o elo.
 
A pergunta que vem subitamente: “Como? Como me re-conectar e lembrar?”
Esquecendo (de fato) o que pode tocar e ver.  Porque aqui estamos falando do intangível, da essência, do que estamos carregando dentro de nós. O elo, a conexão, vai além da dimensão física.
Feche os olhos físicos e abra a visão espiritual. Aguce os sentidos. Mergulhe na profundidade das sensações. Preste atenção ao que não pode enxergar e sim ao que é capaz de sentir. Dessa forma reabrirá a conexão entre os dois mundos. Dê vazão ao livre fluir da alma: sonhe, liberte seu espírito e voe além da imaginação.
 
As mensagens virão.

Deixe seu comentário